quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Descubra qual o perigo destas duas palavras “transigência” e “conivência”


Veja como Jesus tratava da questão

Vivemos uma época em que se tornou muito normal a história de se fazer concessões, você me da isto que eu te dou aquilo.
Coisas deste tipo são muito comuns em nossa vida cotidiana, todos os dias vemos os políticos fazendo isto em troca do que costumam chamar de governabilidade, que traduzindo em miúdos não passa de um toma lá da cá, a mídia esta cheia de exemplos de situações assim que não acabaram bem, porque no meio sempre alguém descobre um jeito de faturar com aquilo e a causa nobre inicial vai para o espaço e sobra somente o jogo de interesses, mas como nosso propósito não é falar de política, vamos ao que interessa, só usei este exemplo para ilustrar o que vou falar hoje.
Porque ao contrario do que muita gente pensa, isso pode ser um risco também dentro da igreja, o dicionário Aurélio da língua portuguesa nos diz que conivência é o ato de fingir que não vemos o que esta acontecendo e transigência é o que podemos chamar de chegar a um acordo ceder concordar com as atitudes ou posições de outrem.
Ta meio complicado? Vamos descomplicar então, hoje vamos usar o texto de Jo 3:1-21 que vai nos mostrar uma conversa entre Jesus e Nicodemos, texto este que pode ate não parecer, mas tem tudo a ver com o que falei no inicio, quer descobrir por que leiamos o texto.
(João 3:1) - E HAVIA entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
(João 3:2) - Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
(João 3:3) - Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
(João 3:4) - Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
(João 3:5) - Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
(João 3:6) - O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
(João 3:7) - Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
(João 3:8) - O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
(João 3:9) - Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso?
(João 3:10) - Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?
(João 3:11) - Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho.
(João 3:12) - Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?
(João 3:13) - Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.
(João 3:14) - E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
(João 3:15) - Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
(João 3:16) - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
(João 3:17) - Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
(João 3:18) - Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
(João 3:19) - E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
(João 3:20) - Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
(João 3:21) - Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.(AA)

Qual o significado do texto?

Como já vemos claramente logo de inicio Nicodemos não era o que chamamos hoje de “João ninguém” ele era príncipe dos judeus, com certeza um homem influente naquela sociedade, e a palavra nos diz que este homem de noite, já de madrugada vem falar com Jesus.
Quando usamos o termo a noite na bíblia quer dizer algo que não anda na luz, mas sim nas trevas e se observarmos o texto com calma notaremos que não havia nenhum empecilho aparente para que este homem não viesse visitar Jesus durante o dia, saiba que ele vir à noite tinha alguns motivos para isso.

- vergonha de Jesus- ele ate acreditava que Jesus era um rabi, rabi quer dizer um mestre alguém que ensinava as escrituras, portanto ele sendo um príncipe dos judeus um homem da corte nunca iria aceitar ser visto com Jesus. Parece absurdo mas eu te digo quantos ainda tem vergonha de Jesus ainda hoje, enquanto estão no meio dos irmãos dentro da igreja é uma coisa, agora quando estão na rua faltam pouco entrar em um buraco só para não desejarmos a paz do Senhor a eles no meio dos seus amigos seculares.

- ele não queria se comprometer- outro motivo Nicodemos ir procurar Jesus a noite era que não desejava ter comprometimento algum com a obra de Jesus, ele desejava apenas ser um privilegiado que desejava ficar sabendo primeiro dos outros se Jesus era ou não um rabi, pois apesar de não ter coragem de assumir, a curiosidade de saber a verdade era maior que qualquer coisas.
- ele pensava que podia ficar de bem com os fariseus e ao mesmo tempo de Jesus- que engano maligno que infelizmente ainda muitas pessoas vivem acreditando nele, elas querem dizer que são servas de Jesus, mas ao mesmo querem poder continuar andando no erro que sempre andaram, como veremos isso não é possível.

Como Jesus reage diante de uma pressão?

Fico aqui imaginando a cena um príncipe dos judeus como a própria palavra nos mostra se reunindo as escondidas com Jesus lhe enchendo de perguntas e ai acredito que ele esperasse que Jesus o tratasse com certo respeito, que Jesus fizesse exatamente o que muita gente com certeza fazia naquele tempo a ainda faz hoje em dia, mascarar a situação para parecer menos errada (se é que existe este termo), só porque quem esta envolvido é uma pessoa influente, de renome, parece difícil o que vou falar mais infelizmente é a mais dura verdade, quantas igrejas e ministérios sabem que as pessoas andam no erro mas não tem coragem de confrontá-las só para não perdê-los como membros ou dizimistas da igreja.
Amados isso é um risco muito grande para todos nós, porque estamos copiando o que há de pior no mundo para ser copiado.
Mas ainda bem que Jesus não é assim, nunca agiu e nem age assim, e a primeira coisa que Jesus lhe disse foi que se ele não nascesse de novo não veria o reino de Deus.
Agora analisemos para um fariseu que se julgava cumpridor de todas as letras da lei ouvir isso logo de inicio pode ter certeza que não foi fácil se fosse hoje à autoridade em questão com certeza já responderia logo você sabe com quem você esta falando?
Vemos o Senhor Jesus não se intimidando com cargo ou posição, nem se vislumbrando com a possibilidade de contar com alguém importante da sociedade ao seu lado, ele ficou firme, falou e não retrocedeu, ele não foi nem um pouco transigente com aquela atitude e isso causou uma reação em Nicodemos.

A reação de Nicodemos.

Quando Jesus lhe disse que ao homem era necessário nascer outra vez, Nicodemos logo em seguida já visualizou tudo apenas com os olhos humanos, pois ele via tudo assim, mas Jesus não estava falando disso, ele estava falando de nascer no espírito e não na carne.
Esta é uma situação muito mal interpretada às vezes, pois como a própria palavra nos mostra o que nasce da carne é carne e conquistamos o direito de sermos salvos nascendo no espírito.
Para alguém extremamente humano e apegado a normas e regras como eram os fariseus visualizar algo espiritualmente era algo muito improvável.
Ele ainda não havia conseguido entender sobre o que Jesus estava falando para ele, era como se Jesus estivesse falando uma outra língua que para ele era incompreensível.
Quantos Nicodemos vemos hoje em dia tentando explicar o agir de Deus com sabedoria humana, como pudemos perceber no caso de Nicodemos estas atitudes não servem para muita coisa.

Jesus prega a verdade sem transigências.

Mesmo com aquele homem objetando o que Jesus estava lhe dizendo, o Senhor Jesus não mudou o seu discurso em momento algum, como podemos perceber ao decorrer do texto ele vai falando ate concluir seu raciocínio, sem mudar palavra alguma.
Estou dizendo isso por que infelizmente temos presenciando muitas pessoas pregando um evangelho de transigência, um evangelho moldado ao aceitável para o mundo, acha que é mentira o que estou dizendo? Pesquise ai na internet quantos cantores gospel para poder ter presença garantida em programas de TV de grande audiência aceitam que as gravadoras e produtoras deixem suas musicas mais vendáveis.
Se você nunca ouviu falar sobre isso, basta pesquisar para ver que as grandes gravadoras tratam deste assunto abertamente.
Não tenho nada contra cantor nenhum, apenas acho que eles deveriam ser mais criteriosos com a obra do reino de Deus.
Citei este exemplo porque acredito que não há como exemplificar melhor o que significa transigência que isso. Deixamos o mundo nos influenciar ao invés de influenciarmos o mundo, é triste mas é real, pode verificar.
Penso que em nada temos imitado o mestre, porque se existe uma coisa que não podemos dizer da conversa dele com Nicodemos é que ele tenha sido transigente, muito menos conivente, coisa que vemos aos montes ultimamente.
Abram os olhos meus queridos, não podemos descuidar em momento algum, precisamos estar alertas, você sabe o que tem sido pregado em sua igreja? Já dedicou tempo para estudar nosso manual de vida para saber se aquilo que estão lhe ensinando tem fundamento bíblico, ou você é daqueles que engole tudo o que mandam, tome cuidado meu querido, o que esta em questão é sua salvação.
Não seja um cristão desleixado que aceita tudo o que os outros mandam.
E aos pregadores meu conselho é fujam do risco da bajulação, do trato diferenciado com as pessoas, devemos diferenciar as pessoas apenas entre aquelas que já conhecem Jesus e aquelas que ainda temos que ganhar para Jesus, sei que o medo de perder um membro é grande, mas será que Jesus agia assim?

Qual o resultado da palavra dura de Jesus?

Como citei aqui acima quantos lideres que tem vontade de dizer um monte de coisas para certas pessoas e só não o dizem, só não os advertem sobre o erro em que vivem porque pensam que se falar a verdade aquelas pessoas irão embora e não voltarão mais.
Quando olhamos para o exemplo de Jesus vemos uma atitude totalmente diferente a esta, ele ao contrario de muitos não se importou com a posição social de quem estava ali junto dele, como a palavra diz não fez acepção de pessoas, o pior é que tem gente que pensa que não fazer acepção de pessoas é apenas aceitar o mais humilde, grave isso meus amados, não fazer acepção de pessoas é também não ficar bajulando os mais importantes, e ficar dosando o evangelho somente para ele não se ofender.
Aprenda algo muito sério, não existem vários evangelhos do Senhor Jesus, existe apenas um evangelho e qualquer outra coisa que se pregue não é evangelho, mesmo que pareça muito bonitinho.
A palavra de Deus é a palavra de Deus e sempre continuara a ser não importando o que nós façamos.
Para provar que a palavra quando é baseada na bíblia não afasta aquele que realmente tem sede de Deus, muito pelo contrario ela produz frutos nele e muda suas atitudes radicalmente, veja o exemplo deste mesmo Nicodemos que agora havia ido a Jesus à noite escondido, com vergonha, sem muito discernimento, ele ouviu tudo o que Jesus tinha a lhe dizer e ensinar e nunca mais foi o mesmo, quando crucificaram Jesus vejam a atitude dele. (João 19:39) - E foi também Nicodemos (aquele que anteriormente se dirigira de noite a Jesus), levando quase cem arráteis de um composto de mirra e aloés.
Este versículo esta narrando quando desceram Jesus da cruz para prepararem o corpo para o sepultamento e qual a nossa surpresa? Aquele que outrora andava nas trevas agora anda na luz.
Depois daquela noite fatídica ele abandonou tudo o que conhecia ate então e algo mudou dentro dele, isso nos prova que ninguém que verdadeiramente tenha um encontro com Jesus volta a ser a mesma pessoa, ele mudou, tanto a forma de pensar como agir e agora estava ali ajudando descer o corpo da cruz.
Enquanto muitos amigos próximos de Jesus estavam com medo de aparecer ele estava ali presente.
Isso nos ensina que o que afasta uma pessoa da igreja não é a palavra de Deus, o que afasta uma pessoa da igreja tem outro nome e se chama pecado, é isto mesmo não se assuste não, quem abandona a igreja na esmagadora maioria das vezes é porque esta em pecado e para não sair de mal na história arruma uma desculpa esfarrapada e coloca a culpa em alguém por ele ter deixado de ir à igreja.
Quero que vocês gravem bem isso, toda vez que alguém sair dizendo que não vai mais a igreja por isso, ou por aquilo pode ter certeza o problema esta na própria pessoa, exceto casos excepcionais que são bem mais raros.
Aprendamos com o exemplo de Jesus e Nicodemos, a palavra de Deus nos leva para ele, toda qualquer outra coisa nos afasta dele.
Com Nicodemos a palavra foi dura, mas eficaz e produziu frutos nele.
E para encerrar eu te pergunto nós estamos dispostos a ouvir a palavra dura de Deus para nos levar a salvação, ou queremos ficar ouvindo uma palavra de transigência que não nos leva a lugar algum?
Pense ai.
Por hoje ficaremos por aqui, ate mais fiquem na PAZ DO SENHOR.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...