sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Expiação o que é para que serve?


O QUE É EXPIAÇÃO E O QUE ELA PODE FAZER POR MIM?

Hoje vamos falar de um tema que somente Deus sendo tão maravilhoso o quanto creio que ele é para nos conceder isso, expiação é uma palavra que de principio parece meio estranha, confesso que levei um tempo até conseguir compreender o que ela significa para nossas vidas.
Este termo expiação vemos no antigo e também no novo testamento de nossas bíblias quando Deus tirou o povo do Egito, quando ele instituiu o culto em Israel com seu povo caminhando pelo deserto este conceito apareceu e sempre de muita importância.
Já no novo testamento com a vinda de Jesus ele assume um novo sentido, pois todo antigo testamento é sombra do novo, como costumo dizer se tirarmos Jesus de nossas bíblias não sobra nada e ela será um livro comum, Jesus é o centro de nossas bíblias sempre quando tivermos estudando a palavra precisamos ter isto em mente.
Vamos considerar a doutrina a expiação primeiro sob a visão antigo testamento e depois sob a visão do novo e com certeza seremos muito abençoados se compreendermos este texto e colocarmos ele em pratica em nossas vidas.

EXPIAÇÃO: ANTIGO TESTAMENTO

Este ato foi instituído com a saída do povo da escravidão do Egito, também faria parte do culto no tabernáculo e como vamos poder ir observando conforme formos lendo cada gesto, prefigura o Senhor Jesus.
Um texto esclarecedor esta no capitulo 12 do livro do êxodo, ele narra com muitos detalhes à instituição da expiação no meio do povo judeu, antes que me corrijam esta não é primeira expiação de que trata a bíblia pois lá no jardim do éden morreu um animal para que fossem feitas as roupas de Adão e Eva, mas falaremos sobre essa parte quando formos falar de Jesus só para não ficar confuso.
O capitulo que mencionei é o relato de como Deus com braço forte iria tirar o seu povo do Egito, local onde eles estavam a mais de 400 anos e que como tinham se multiplicado muito haviam sido escravizados pelos egípcios.
Naquele momento Deus estava dando todas as instruções de como eles haviam de proceder para se protegerem da ultima praga que ele lançaria sobre o Egito, mas é bom notar também que esta ocasião foi um marco na vida do povo hebreu, pois com a instituição da páscoa naquela noite começou-se a contar o ano de duas formas, eles passaram a ter um calendário civil e um calendário religioso e este é motivo de ficar difícil de associarmos datas deles com as nossas, algumas tem a ver com calendário religioso, outras tem a ver com calendário civil.
Voltando ao assunto sobre a instituição da expiação falemos sobre o seu significado, ali naquele momento significava que a casa onde houvesse o sangue aspergido sobre o umbral (batente) da porta o anjo do Senhor passaria direto.
Portanto esta atitude era para proteger o povo da ira do Senhor, se houvesse algum hebreu negligente que não seguisse a normas aspergindo sua porta e tomando os cuidados necessários com a carne ele iria sofrer o mesmo castigo que os egípcios.
O dicionário da bíblia Almeida nos diz que expiação é o ato pelo qual os pecados dos pecadores são cobertos, através do sangue derramado.
No tabernáculo este gesto tomou grande importância tanto que se tornou uma data anual em que toda pessoa segundo as suas posses devia ir ao tabernáculo levando uma oferta pelos seus pecados.
Chegando lá o sacerdote fazia a expiação do animal ou ave que a pessoa havia levado e aquilo servia como forma dela se reconciliar com Deus, note que das outras ofertas que eram levadas ao tabernáculo o sacerdote podia comer, mas era vedado a qualquer um comer dos sacrifícios pelo pecado, eles deviam ser queimados e ofertados a Deus.
E deste gesto nasceu também o bode expiatório em que eram levados dois bodes perante a entrada, lançada a sorte sobre eles e aquele que fosse escolhido era solto no deserto como significado de levar o pecado do povo sobre si, ele carregava sobre si o pecado de todo o Israel.
Quem devia conduzir esta solenidade era somente o sumo sacerdote uma vez por ano, daí podemos perceber a importância da expiação. é importante frizar que não algo criado pelo homem, mas sim imposto pelo Senhor.
E assim foi se fazendo dia após dia, mas como o ser humano com o passar dos tempos começa a banalizar tudo temos a terrível tendência de tornar todas coisas mecânicas, podem observar determinadas coisas que estamos acostumados a fazer sempre acabam ficam meio robotizadas, pois como costumamos dizer, isso eu já se de cor e salteado.
Isso também depois de muito tempo começou a ocorrer com o culto do Senhor, aquilo que era para ser algo que aproximava as pessoas de Deus passou a ser algo que servia de comercio para que alguns explorassem seus próprios irmãos, triste, mas é mais pura realidade.
Um grande alerta para nós, devemos estar atentos para não cometermos terríveis erros.
Alias este tipo de atitude causou uma grande revolta no Senhor Jesus, quando lemos que ele revirou as mesas dos cambistas do templo, aquele texto fala sobre isso, dentro do pátio do templo que era para ser um local sagrado de adoração ao Senhor havia se tornado um local de comércio onde o povo era explorado, pois quem morava muito longe não tinha condições de trazer animais para sacrifício de tão longe, então se trazia o dinheiro pra comprar ali, acontece que como a procura era muita e nem sempre a oferta devia conseguir acompanhar a demanda em épocas de festividades os preços ficavam fora da realidade empobrecendo muitos e enriquecendo alguns e o que é pior, pelo que o texto nos da a entender com o consentimento dos sacerdotes da época.
Agora que já fizemos esta introdução no velho testamento vamos ao novo.

EXPIAÇÃO: NOVO TESTAMENTO.

Se lá no antigo testamento era somente para o povo hebreu que aquele gesto tinha valor agora ele serve para todos, pois herdamos o direito de sermos filhos de Deus através de Jesus, a palavra nos garante isso.
Existem algumas diferenças importante entre Jesus e a expiação que era feita no antigo testamento, naquela época como quem levava sobre si os pecados do povo era um animal, todo ano era necessário que o gesto fosse repetido, com Jesus já não há mais essa necessidade, pois ele é o sacrifício perfeito, com ele não existe mais a necessidade de ficarmos repetindo tais gestos como ensinam algumas religiões, ficar tentando repetir a expiação de Jesus é o mesmo que afirmar que ele é falho, que seu sacrifício é humano.
Quando ele morreu na cruz ele levou sobre si todos os nosso pecados, analisemos como era e como foi com ele.
O animal levado para ser ofertado pelo pecado era imolado (ato de cortar a jugular do pescoço) seu sangue era derramado para purificação do pecado, o sangue de Jesus também foi derramado ali na cruz como forma de remir nossos pecados.
O animal que era solto no deserto as portas do arraial do povo de Deus levava sobre si todo pecado da nação, Jesus levou sobre si todo pecado, a palavra diz que ele foi moído por causa de nossos pecados, seu sofrimento na cruz foi pelo peso de nossos pecados, mas ele venceu em nosso lugar.
Isso é maravilhoso, porque agora todo aquele que vem ate ele, ele tem poder de perdoar seus pecados, pois como nos diz o Apostolo Paulo ele comprou nosso pecado por um alto preço.
Como mencionei no inicio, o gesto de haver a necessidade de um justo morrer pelos injustos, assim como o animal morreu para que Deus pegasse sua pele e confeccionasse roupas para cobrir o pecado de Adão e Eva, assim foi com Jesus, um justo no lugar muitos pecadores.
Alguns de nós podem se perguntar, mas havia necessidade de Jesus morrer por nossos pecados e eu te respondo que sim e o motivo é que depois da queda e Adão e Eva o homem se tornou um ser caído, corrompido pelo pecado e quanto mais o pecado toma conta da vida humana mais distante de Deus ficamos por ele ser puro e não ter relação com o que é corrompido.
Sendo assim, agora o sacrifício precisaria ser extraordinário para poder o homem se aproximar de Deus novamente, pois a distancia era muito grande, havia um abismo instransponível para o ser humano sozinho, por isso Jesus tomou nosso lugar.
O livro do profeta Isaías narra isso com muita clareza em seu capitulo 53, vemos ali Jesus, um justo se entregando por vários pecadores.
Este é o sentido da expiação, tornar santo aquilo que era profano, tornar puro aquilo que é era impuro.
Muitas pessoas ainda pregam um Deus vingador, exterminador, eu só consigo ver um Deus extremamente amoroso que deu  chances a todos aqueles que desejarem se reconciliar com ele, mas é preciso querer.
Quantas vezes já vimos isso em nossa vida cotidiana, duas pessoas brigam se desentendem ate que uma parte da uma abertura para que haja uma chance de reconciliação para que o problema seja solucionado, e eles voltem a ter um relacionamento novamente.
Assim é Deus através da expiação de Jesus nos deu uma nova chance de nos reconciliarmos com ele.
E é este o convite que te faço agora, não importa o quão longe de Deus você tenha andado, não importa os caminhos errados que você percorreu, esta chance é para você também.
Quem sabe quantas pessoas neste momento estão pensando que agora já é tarde, que agora não da mais, que já perdeu todas as chances, eis que eu te dou uma boa noticia, se ainda houver em você um sopro de vida que seja, ainda há chance.
Quer saber o que precisa? Precisa apenas de sua atitude, precisa apenas que você decida que hoje será o primeiro dia do resto de sua vida, Jesus está esperando sua decisão, e pode ser agora.
Aceite ele em sua vida, mude de vida hoje a decisão é sua, a parte dele ele já fez agora só falta a sua.
Não importa onde você esteja ele pode te limpar agora de toda a imundícia do mundo do pecado e te tornar mais alvo que a neve.
Acredite, creia e prove o poder da expiação dele em sua vida.
Ate breve, fiquem na PAZ DO SENHOR.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...