sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Se eu preciso de obras para ser salvo porque Jesus morreu então?



E agora?

Esta pode ate parecer uma questão muito simples e obvia, mas pode ter certeza que não passa nem perto disso, como estamos vivendo uma época de festas de final e agora já inicio de ano é muito comum ver as pessoas fazendo caridade, sempre dizendo um monte coisas para ganhar apoio para seus projetos e realmente é bom ver pessoas ajudando os outros.
Agora o que não podemos confundir é ajudar porque ela merece uma vida mais digna, com salvação.
Ficou confuso, explico melhor, infelizmente grande destas pessoas instituições que fazem este tipo de trabalho voluntário usam um artifício contra a palavra de Deus para convencer as pessoas a ajudarem que é que precisamos de obras para nossa salvação, são varias correntes de pensamento que pregam isso e não apenas uma, não mencionarei nomes porque não pretendo ficar fazendo marketing gratuito para projetos que ferem o que a bíblia ensina.
Muito disso eles tentam basear em um texto isolado de do livro de Tiago costumam usar:

(Tiago 2:18) -  Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.

Já ouvi muita coisa baseada neste versículo, mas infelizmente nem sempre as pessoas levam em consideração uma regra básica da hermenêutica que é ciência de interpretar textos, no caso bíblico. Nunca podemos formar conceitos e teses sobre um único versículo, principalmente se isto ocorreu depois de uma breve leitura do mesmo, leitura esta que muitas das vezes não foi acompanhada de uma meditação sobre o real sentido do texto.
Sempre quando vamos usar um texto para estabelecer algum ponto de vista bíblico precisamos utilizar ele como um todo para sabermos exatamente o que o escritor bíblico tinha em mente quando escreveu tal texto.
Se aplicarmos tal regra aqui no capitulo dois de Tiago entenderemos sobre o que o autor do texto tratava, este não era um texto pregado a esmo em um dia qualquer que ele subiu a um púlpito para pregar e decidiu falar sobre isso.
Quando observamos o capitulo com cuidado notamos que este ponto que abordamos abaixo começa com a diferenciação que algumas lideranças da igreja faziam de pessoas, eles gostavam de agradar os mais ilustres e rejeitar ou tratar com certo desprezo àqueles que eram mais simples.
E o texto vai neste sentido mostrando que não devemos fazer acepção de pessoas, pois Deus não o faz, todos têm a oportunidade serem salvos, só não serão se não o quiserem, não podemos obrigar ninguém a ir para o céu, se a pessoa deseja ir para o inferno é uma escolha dela. Continuando a leitura do texto observamos que ali no meio daquele povo existiam alguns que gostavam de observar alguns aspectos da lei e menosprezar outros que não lhe eram tão favoráveis, conduta esta reprovável aos olhos de Deus.
E para corrigir este erro o escritor entra no assunto fé, ele queria demonstrar que a pessoa até poderia dizer que tem fé, mas se ela trata as pessoas de forma diferentes, pela roupa que ela usa, pela casa que ela possui e outros conceitos humanos então a fé dela não é verdadeira.

Ai sim começa a explanação que costumamos ver como dita prova que somos salvos através de obras.
Precisamos entender o real sentido desta afirmação aqui é que quando a fé é verdadeira ela produz frutos em nós, assim como um arvore produz bons frutos, nós também quando temos nossa fé firmada em Deus o Espírito de Deus habita em nós e não nos deixa inertes diante das dificuldades alheias e ai começa as obras.
Elas são na realidade companheiras da fé e não precursoras da fé.

Dizer que a fé sem obras é morta, aqui significa que uma faz parte da outra, se temos fé verdadeira, temos um desejo imenso de trabalhar pela obra do Senhor, nosso coração queima pelo desejo de poder ser útil em algum projeto da obra do Senhor.
Todo o capitulo nos fala muito mais sobre o amor ao próximo que propriamente sobre salvação, este é o enfoque do texto pessoas que diziam ter fé, mas que não demonstravam amor pelas pessoas mais simples e humildes, somente gostavam de agradar as pessoas mais poderosas e influentes, infelizmente isso continua assim até hoje, este tipo de cena não é rara de vermos acontecer hoje em dia.

Através do que somos salvos?

Outro aspecto que devemos considerar é que se afirmarmos que a nossa salvação se dá através de obras estaremos contrariando o restante todo da bíblia, e como não seria possível tal situação, podemos compreender que a ideia do escritor não era afirmar que somos salvos através das obras, mas sim demonstrar a falta de amor existente ali naquela igreja.
O mais grave de aceitarmos a salvação através das obras é que neste caso estaríamos afirmando que a morte de Jesus na cruz foi sem sentido e ineficaz para nossa salvação, pois se necessitamos de obras para ser salvos para que Jesus se entregou a morte na cruz, o tipo de morte mais terrível e humilhante que existia a época.
Agora você consegue perceber o erro por detrás deste tipo de afirmação, saiba que existem muitos grupos e instituições que vivem ligando para sua casa pedindo ajuda para um monte de coisas, não somente porque eles queiram ajudar realmente aquelas pessoas, eles o fazem por isso, mas principalmente porque acreditam e pregam que quando morrerem suas obras serão computadas no abatimento dos seus pecados, para zerar a conta e assim alcançarem o céu.
Só tem um pequeno problema que eles não ensinam para as pessoas, a bíblia nos ensina diferente, quer saber como?

(João 1:12) -  Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crê em no seu nome;

Opa parece que temos um probleminha aqui com a doutrina de salvação pelas obras, ao contrario do que afirmam tantas pessoas a salvação, ou seja, o poder de ser feito filho de Deus é reservado a todos aqueles que crê em no nome de Jesus, como a palavra diz em outra parte ele é o único caminho que leva ao Pai, em tempo de muita tecnologia poderíamos dizer que ele é a única conexão compatível nossa com Deus, nenhuma outra pode nos conectar ao Pai, somente ele.
Antes que surja alguém e me diga que o texto que citei acima é um texto isolado, saiba que este é um tema que acompanha todo o novo testamento, é uma verdade recorrente que somente através do nome dele podemos restaurar nossa comunhão com Deus.
Portanto não deixe ninguém te enganar dizendo que se você ajudar os outros você será salvo, isto não basta para salvação, pois você pode ate ter um monte de obras mas se não tiver onde apresentá-las de nada elas lhe servirão.
Podemos e devemos ajudar as pessoas, mas com o intuito de demonstrar o amor de Deus que há em nós, tudo o que ele faz por nossas vidas.
Devemos ser arvores que produzem frutos e não arvores infrutíferas, mas isso como sinal de amor, não como condição de salvação.
Existem muitos outros textos que eu poderia usar para comprovar a salvação pelo nome e sacrifício de Jesus na cruz, pois como já mencionei acima isto é uma doutrina de fé distribuída por toda a palavra e não podemos por causa de uma pequena parte que pode parecer contraria se lida fora de contexto.
Guarde isso nos seu coração a bíblia dever ser entendida como um todo e não como pequenos pedaços que usamos para atingir alguém.
Pensem nisso e não se esqueçam Jesus morreu por mim por você e por todos nós, se você ainda não o aceitou como único e suficiente salvador de sua vida o faça o mais rápido possível, para que seu nome seja escrito no livro da vida e isso lhe de o poder de ser feito filho de Deus.
Não pense que é tarde, sempre é tempo de aceitar a salvação de Deus para sua vida.
Não deixe ninguém afirmar nada ao contrario, pois com certeza isso não veio de Deus, seus recados sempre são de acordo com a sua palavra, nunca a contrariam.
No mais fico por aqui a disposição para alguém que deseje fazer alguma pergunta.
Ate breve, fiquem na PAZ DO SENHOR.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...