sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Eu preciso ser alegre ou feliz?


Felicidade e alegria são a mesma coisa?

Hoje abordarei um tema que há muito tempo me intriga, pois sempre ouço as pessoas dizendo que o importante é ser feliz, que na realidade o que vale é a felicidade, falemos separadamente de cada conceito.

Felicidade

O dicionário Aurélio da língua portuguesa nos diz que felicidade é um estado de contentamento, de vitória, mas grave bem isso felicidade é um estado rápido e passageiro.
Quem assisti nem que seja um pouco de TV, principalmente novelas com certeza já percebeu os valores que são vendidos, digo vendidos, pois o propósito de novelas é vender produtos e principalmente idéias, mesmo que as pessoas que assistam imaginem que o importante é a chamada arte, neste mundo de business de hoje tudo é negócio, até dentro de algumas igrejas temos visto este tipo de coisas ocorrer.
Pode observar em todo inicio de novela, sempre temos as famílias, os casais de namorados todos juntos e felizes com aquela cara de paisagem, mas logo começam a aparecer às outras possibilidades e naquele núcleo do casal feliz logo aparece uma terceira pessoa e as coisas começam a mudar quando menos se espera chega-se a vias de fato e a relação desmorona.
Até ai parece apenas mais um relato comum, mas logo começam os questionamentos e ai sim vem o verdadeiro produto que esta sendo vendido, quando a pessoa é confrontada ela dispara sonoramente a famosa frase “eu mereço ser feliz”.
Acha exagerado, isso nem é a pior parte, a pior parte é que a maioria das pessoas que estão assistindo aquilo todos os dias fielmente começam a torcer para que a família realmente acabe e o rapaz ou a moça fique com a outra pessoa que entrou na trama (alias o nome já é bem peculiar, bem como satanás gosta, trama).
Agora eu te faço a seguinte pergunta se aquela pessoa que esta assistindo aquele negócio começa a passar por momentos difíceis em sua vida como você imagina que ela ira reagir? Pode ter certeza que os valores que ela ira adotar como verdadeiros para sua vida serão aqueles que o mundo vendeu para ela, a idéia é a mesma dos jogos de violência que falei outro dia.
Antes que surjam alguns para dizer que sou uma pessoa mal amada ou de mal com vida posso garantir que não passo nem perto disso.
Tenho visto muitas pessoas comprando estes valores para suas vidas, levando para dentro de seus lares.
Sejamos sinceros conosco mesmos, é realmente possível vir de Deus um tipo de sentimento destes onde para que um possa ser feliz outros sofram e sejam prejudicados?
Eu estava folheando minha bíblia e procurando estas palavras e tive uma surpresa enorme ao descobrir que esta palavra felicidade que é uma palavra derivada do latim praticamente não é usada na bíblia e antes que alguém me diga que o motivo é que a bíblia foi escrita em outros idiomas quando ela foi traduzida para nosso idioma ainda lá na época de João Ferreira de Almeida o latim era um idioma muito difundido e os tradutores não a usaram praticamente em local nenhum, consegui encontrar em minha bíblia tradução Almeida Atualizada apenas um citação de felicidade no livro de Jó 30:15, e justamente demonstrando algo passageiro, como o dicionário também já havia nos mostrado algo relativo a um sentimento momentâneo, intenso mas que logo passa.
Olha o que estão nos vendendo na mídia e por ai a fora, estão nos vendendo algo momentâneo, instantâneo como se fosse permanente, e o pior é que tem muita gente comprando.
Imagine cobrir sua casa novinha que você acabou de construir e que pretende morar muito tempo nela com aquela lona preta de plástico, já imaginou o que vai acontecer, pois é aquela lona que apenas para poucos dias é muito eficiente com os passar dos dias começa se ressecar e a rasgar e quando bate um vento sua casa fica no tempo desprotegida.
Este exemplo que eu dei parece loucura, pois é, mas é isso que muitos estão fazendo ao se deixar levar por este conceito imediatista de felicidade que se implantou no mundo, onde se precisa de tudo para ontem e onde é tudo é descartável inclusive a família, me desculpe, mas se realmente cremos na palavra de Deus não podemos concordar com estas coisas.
Pegue isso tudo e tente encaixar na bíblia, você ira perceber rapidamente que não tem como e a resposta é simples, são ensinos conflitantes, ensinam direções contrarias, em algumas situações ainda corremos o risco da transigência e conivência como falei outro dia.

Alegria

O mesmo dicionário Aurélio que mencionei acima nos diz que alegria é um sentimento mais completo, mais profundo, compreende muitas outras situações algumas bem mais permanentes.
Na bíblia temos muitos exemplos desta palavra ou derivadas dela, não da nem para citar todas aqui, pois são mais de 400.
Apesar de serem muitos exemplos uma coisa fica bem nítida para quem observa com cuidado cada um deles, eles nos ensinam que alegria verdadeira vem de Deus.
Vejamos apenas alguns exemplos.
(Salmos 32:11) -  Alegrai-vos no SENHOR, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de coração.
(Salmos 35:9) -  E a minha alma se alegrará no SENHOR; alegrar-se-á na sua salvação.
(Salmos 64:10) -  O justo se alegrará no SENHOR, e confiará nele, e todos os retos de coração se gloriarão.
(Salmos 89:16) - Em teu nome se alegrará todo o dia, e na tua justiça se exaltará.
(Salmos 97:11) -  A luz semeia-se para o justo, e a alegria para os retos de coração.(AA).

Estes versículos acima nos ajudam a colocar luz sobre este tema porque ela deixa latente qual o verdadeiro propósito de felicidade que Deus preparou para nossas vidas.
Ele espera que sejamos justos e porque somente os justos poderão provar destas alegria que ele tem preparada para nós, ao contrario das conceitos seculares para Deus esta questão de tempo não é preponderante, pois ele não esta preso ao tempo, à bíblia nos diz que um dia para Deus é como mil anos logo esta história de que parece que Deus se esqueceu de mim, que suas promessas estão demorando muito para se cumprir em minha vida, tudo isso não passa de falácia.
A palavra nos mostra também que a verdadeira alegria é ter nossos nomes escritos no livro da vida e não em livros humanos, a verdadeira alegria é poder ter alegria de ser um salvo, vivendo de acordo com o que palavra de Deus nos ensina.
Lembra-se de quando eu disse que eram conceitos conflitantes a felicidade que o mundo prega e alegria que Deus tem para nossas vidas este é o motivo, o conceito secular de felicidade esta ligado ao instantâneo, quero agora, preciso viver intensamente o hoje, tenho direito de ser feliz mesmo que isso implique com a destruição da vida de varias pessoas.
Agora o conceito da alegria de Deus contempla outros aspectos de nossas vidas, pois Deus não envelhece, não morre, para ele os anos são como instantes, e é nisso que ele baseou seu conceito de nos ver alegres, ele quer que tenhamos uma alegria eterna, onde nossas alma jubile-se, exultante, porque este corpo físico e mortal que temos logo terá fim e tudo àquilo que vivemos parecerá um grão de areia perto de um deserto, pois se levarmos em consideração que os que vivem mais entre nós passam pouco dos cem anos.
E se  pegarmos este tempo  e medirmos ele com a eternidade será ainda mais desproporcional que colocarmos uma formiga ao lado de um gigantesco arranha céu,. Acha que estou brincando? Nossa vida terrena perto da eternidade é praticamente nada.
Desperdiçarmos nossa salvação por causa de algum raro tempo de felicidade é realmente uma tremenda de uma incoerência.
Deus não espera que desperdicemos nossa vida correndo atrás do vento, ate porque nunca conseguiremos dominá-lo, ele espera que trabalhemos para podermos ser os salvos que irão morar no céu, e este trabalho consiste em aceitar Jesus e fazer aquilo que ele nos ensinou.
O que aprendemos com a palavra é que somente conseguiremos provar desta alegria que ele tem para nós vivendo segundo os seus propósitos, somente aqueles que assim vivem podem ser chamados de justos e gozar das maravilhas que ele tem reservadas.
Sei que este texto ira gerar muita polemica, porque infelizmente tem um monte de pessoas conhecedoras da palavra, mas que a disfarçam para poderem ser admiradas pelo mundo, aplaudidas por ele, mesmo que isto signifique pregar um evangelho de concessões, adaptado para não ofender nenhum possível novo freqüentador, digo freqüentador porque este tipo de atitude gera pessoas que podemos chamar de muitas coisas menos de cristãos verdadeiros.
É triste olharmos ao nosso redor e ver pessoas que conhecem a palavra se pautando pelos conceitos seculares de felicidade.
Oro a Deus para que estas pessoas abram os olhos e possam compreender que a alegria que Deus tem para nós em nada se assemelha a isto que se convencionou chamar de felicidade, mas que não passa de um sentimento vazio que não leva a pessoa a lugar algum que não seja a destruição da sua vida e de outros ao seu redor.
Creio que um dia essas pessoas um dia perceberão o erro que elas tem andado e mudem sua direção.
Enquanto isso vamos continuar orando e combatendo este imitador de Deus que é Satanás, denunciando suas artimanhas  e armadilhas que tentam derrubar e enganar até os salvos da casa do Senhor.
Por hoje fico por aqui, mas breve volto, e se você desejar sugerir temas para que seja comentados aqui no blog pode nos mandar através da guia contato ou pelo e-mail, contato@amorgracaefe.com suas opiniões sempre serão bem-vindas.
Até mais e fiquem na PAZ DO SENHOR.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...