terça-feira, 15 de novembro de 2011

Moradores e herdeiros do céu. Parte 01


As bem aventuranças.

Hoje novamente voltaremos ao um dos mais ricos textos da bíblia sagrada que é o conhecido sermão do monte, já falamos sobre ele quando discutimos os dízimos e também quando falamos sobre que tipo de luzes queremos ser?
Hoje usaremos sua parte inicial conhecida com as bem aventuranças, um verdadeiro manual de como ser segundo o coração de Deus.

(Mateus 5:1) - E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
(Mateus 5:2) - E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
(Mateus 5:3) - Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
(Mateus 5:4) - Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
(Mateus 5:5) - Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
(Mateus 5:6) - Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
(Mateus 5:7) - Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
(Mateus 5:8) - Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
(Mateus 5:9) - Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
(Mateus 5:10) - Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
(Mateus 5:11) - Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
(Mateus 5:12) - Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.(AA)

Este é o texto base nossa reflexão de hoje, não tenho a pretensão de esgotar o tema, pois sei que existem pessoas muito mais capacitadas que eu para isso, apenas pretendo, revelar aquilo que a leitura da palavra me fez compreender, porque sabemos que é o ouvir e meditar a palavra que aumenta nossa fé.
Como a bíblia mesmo nos diz a palavra de Deus para quem crê é a salvação, mas para o mundo não passa de loucura, e vemos isso claramente neste texto.
Faça como eu fiz comece a ler este texto e meditar o que o mundo acha de alguém que pensa desta forma, a palavra mais básica que dirão é inocente.
Os dois primeiros versículos nos mostram Jesus pedindo para o povo se assentar que naquele instante eles iriam provar da fonte.
Quando digo provar da fonte é porque ali não haveria outros para intermediá-lo, as pessoas provariam dos seus ensinamentos diretos da fonte, quem nunca ficou maravilhado por poder tomar água diretamente da fonte para matar sua sede, assim estava prestes a acontecer com aquelas pessoas, um discurso que mudaria o mundo para sempre, pois o conteúdo que ele ensinou era loucura olhando com os olhos humanos, mas como já falei outro dia sobre o profeta Eliseu, só seremos cristãos convictos quando aprendermos a olhar com os olhos de Deus, ver sobrenaturalmente, enquanto isso não ocorrer também ficaremos pensando que esta palavra é muito dura e difícil de se viver.
Em um tempo em que não existiam amplificadores e toda esta parafernália eletrônica Jesus reúne muitas pessoas assentadas em um campo aberto para ouvi-lo ensinar sobre o reino de Deus para elas e então ele já começa com algo forte.

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;

Em um mundo que sempre acreditou que aqueles mais fortes é que sobreviverão, vem ele e diz que os são bem aventurados aqueles que são pobres, alguém pode olhar assim e dizer, mas o que de bom pode ter uma pessoa pobre de espírito.
Antes de qualquer coisa precisamos definir o que seja pobre de espírito, com certeza Jesus não esta falando de dinheiro aqui, ele esta ensinando sobre o caráter do cristão e isso não depende de classe social.
No evangelho de Lucas onde também lemos sobre o sermão do monte vemos uma ótima definição para quem eram estes pobres de espírito, Lucas nos diz humildes, isso nos leva a concluir que estes de quem são os reinos dos céus, são pessoas humildes espiritualmente.
Quando digo humilde espiritualmente entenda-se alguém que sabe que o mais importante é Jesus e a expansão do seu reino e não a glória de homens, infelizmente temos visto muitos homens desejosos por serem aplaudidos, usando o nome de Jesus para conseguirem isso.
Como podemos perceber não foi isso que Jesus nos ensinou, ele disse que o reino dos céus seria dos humildes ou pobres de espírito, como vemos em Mateus, e não daqueles do coração cheio de soberba, usando uma linguagem bem atual podemos definir estas pessoas como aquele se imagina a ultima gota de água do deserto. Locais com pessoas assim tudo é delas e nada sobra para Deus, pode observar qualquer coisa que a pessoa for dizer sempre estará acompanhada do pronome meu.
O conceito de humildade e pobreza nos fala claramente também que é alguém que vive em completa dependência de Deus, pois normalmente quem possui outros recursos não gosta muito desta idéia de depender de Deus, os humildes e pobres de espírito podem se gloriar, pois ele não desampara aqueles que esperam nele, e lembre-se não estou falando somente deste mundo, mas também da nossa morada celestial.
Ouçamos o alerta que o próprio Jesus nos deixou.

Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;

Como explicar algo assim olhando humanamente, como podemos dizer que chorar traz algo de bom?
Isto ate pode não ser possível em questões humanas, mas para o reino de Deus é plenamente possível pelo fato de o choro que Jesus esta falando não é o pranto pela perda de alguém ou algo querido, pois como isso poderia trazer algo de bom?
O choro que ele esta falando é aquele choro de arrependimento de quando a pessoa decide abandonar o mundo de pecado e os seus erros.
Se arrepender significa mudar de vida, mudar o rumo, mudar de direção.
Quando isso acontece não porque a pessoa esteja triste por estar deixando algo para trás que fosse muito importante para ela, mas sim porque ela cai em si e percebe o tamanho do erro em que ela estava envolvida, e fica se perguntando por que demorei tanto para perceber o erro que andava, erro este que escravizava a pessoa e a mantinha sobre seu domínio.
O que Jesus quer nos dizer aqui é que ainda que nos achemos as pessoas mais incríveis e prefeitas do mundo não passamos de pecadores necessitados de sua graça salvífica, e que devemos nos arrepender profundamente de nossa pecaminosidade, de nosso estado de corrupção.
Quando recebemos este tipo de entendimento de Deus choramos amargamente pelos pecados nossos e do mundo, porque temos a certeza que da parte dele receberemos consolo.
Como para Deus o importante é sermos salvos ainda que passemos provas neste mundo, provaremos de sua glória em nossa morada celestial.

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;

Este também um versículo extraordinário porque ele novamente traz um ensino contra o ensino secular, o mundo nos diz que devemos ser reacionários e ele vem e ensina outra dimensão.
Tem um versículo na bíblia que nos da à dimensão correta do que ele quis dizer com este termo manso, vejamos.  
(Mateus 11:29) -  Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Ele não estava ensinando baseado em teorias malucas ou estudos ainda sem muita comprovação, ele estava apenas dizendo que aqueles que desejam herdar a terra precisam aprender com ele, pois o melhor modelo de mansidão que podemos usar é o próprio Jesus, não tem modelo mais completo e perfeito.
Em MT 11:29 que citei, novamente vemos a figura da humildade que já falamos acima, portanto agora ele esta dizendo que além de ser humilde é preciso ter mansidão também.
Parece loucura? Posso garantir que para o mundo é mesmo, mas para aqueles que têm Jesus em si são sinais que transparecem.
Mansidão é calma, serenidade e também autocontrole e gentileza, muitas vezes temos vontade de dar uns tapas em alguém por que aquela pessoa foi muito injusta conosco mas Jesus nos ensina que se agirmos assim não estaremos entre aqueles que herdarão a terra.
Infelizmente tem muita gente imagina que ira herdar a terra sem ser humilde e manso assim como Jesus, se você é destes tome cuidado, e o motivo é muito simples, não somos mansos e humildes por nós mesmos, o somos por causa do poder de Deus que habita em nós.
Assim aquele que professa que possui Jesus habitando em seu coração e não demonstra estes sinais no máximo segue a Jesus exteriormente, mas lá no seu interior ainda nada mudou, parece uma palavra dura? Mas é mais pura verdade sendo ela suave ou não, pense nisso.
Se o que pretendemos é sermos herdeiros celestiais devemos colocar este verso em pratica.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;

Ainda que alguns insistam que sim, Jesus não esta falando de comida material aqui, mas sim do reino espiritual.
Sendo assim podemos concluir que a nossa justiça é Jesus e dizermos aqueles que têm fome e sede de justiça nos mostra pessoas sedentas e com fome de Deus.
Esta outra característica marcante daqueles que realmente querem um compromisso sério com a obra do Senhor, nem sempre vemos isso, mas foi o próprio Jesus quem nos recomendou isso.
Não devemos ser como os pagãos sedentos pelas coisas que o mundo pode nos proporcionar, sempre precisamos lembrar que sendo de Jesus devemos ser separados para si.
Como a palavra mesma diz de que adianta ganhar o mundo e perder a salvação.
Sei que muitos que hoje se dedicam ao trabalho da obra do Senhor são perseguidos, ridicularizados e tidos por malucos, mas isso quem diz é o mundo e não Deus, nunca podemos nos esquecer disso.
Como eu falei no dia em que estivemos estudando sobre José do Egito, devemos demonstrar que somos cristãos em qualquer lugar que estejamos, e não podemos fechar os olhos para as injustiças sociais também só porque elas fazem parte de uma outra dimensão de nossa fé.
Quem acha isso vive apenas uma religiosidade vazia sem frutos onde Cristo não transparece no modo de agir da pessoa, se desejamos ser fartos de justiça precisamos deixar transparecer a justiça de Jesus que habita em nós, pois simplesmente não é possível sermos justos apenas em alguns instantes e em outros não, a questão aqui é simplesmente assim, ou buscamos intensamente a justiça em todas as suas dimensões ou então não somos perseguidores dela.
Ela é uma continuidade das outras bem aventuranças, pois primeiro devemos reconhecer nosso estado de pobreza espiritual que nos impede de sermos salvos por nós mesmos, depois choramos por nossos pecados, nos arrependemos e mudamos de vida, em seguida precisamos aprender com Jesus sua mansidão e humildade de coração condição sem a qual ninguém consegue chegar a Jesus e ai começamos a buscá-lo com sede e fome de justiça isto já sendo fruto daquilo que é ele operando em nós.
Vemos claramente ele demonstrando uma continuidade de como serão os salvos.

Vamos dar uma pardinha aqui para o texto não ficar muito extenso e cansativo, amanhã publico a segunda e ultima parte.
Fiquem na paz do Senhor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...