sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Redenção, resgatados por Jesus.


O que é?

Estes dias aqui no blog falamos sobre varias doutrinas de Deus para nossas vidas como a expiação, justificação, regeneração e santificação, hoje iremos novamente entrar neste tema, a insistência nele se deve ao fato que estas são doutrinas fundamentais para nossa salvação, que é aquilo que buscamos incessantemente.
Dando uma olhada em alguns dicionários é possível se perceber que esta palavra redenção esta associada ao ato de resgatar, de remir ou ainda redimir, e são nestes aspectos que vamos estudar a redenção hoje.

Origem.

Para nós cristãos servos do Deus altíssimo este termo redenção origina-se com a lei que foi instituída no meio do povo Judeu como esta escrito em (Levítico 25:24) - Portanto em toda a terra da vossa possessão dareis resgate a terra.
(Levítico 25:25) - Quando teu irmão empobrecer e vender alguma parte da sua possessão, então virá o seu resgatador, seu parente, e resgatará o que vendeu seu irmão.
(Levítico 25:26) - E se alguém não tiver resgatador, porém conseguir o suficiente para o seu resgate,
(Levítico 25:27) - Então contará os anos desde a sua venda, e o que ficar restituirá ao homem a quem a vendeu, e tornará à sua possessão.
(Levítico 25:28) - Mas se não conseguir o suficiente para restituir-lha, então a que foi vendida ficará na mão do comprador até ao ano do jubileu; porém no ano do jubileu sairá, e ele tornará à sua possessão.(AA)
Ela tinha a função básica de que ninguém explorasse o outro e enriquecesse demais tomando posse de tudo e escravizando seus irmãos (já pensou se isso vira moda hoje, queria ver o que iria acontecer).
Como toda terra era concedida por Deus o verdadeiro dono era ele e as pessoas tinham apenas permissão para usufruir dela segundo as suas tribos à terra de uma tribo não podia passar para a outra.
Deus por ser justo criou uma lei justa onde um irmão não podia lesar o outro e tomar tudo o que era seu perpetuamente, a cada cinquenta anos existia o jubileu onde obrigatoriamente a propriedade teria que voltar para o legitimo dono.
O ato de remissão era tão respeitado pelo povo que temos um exemplo muito famoso, o caso de Rute e Boaz, onde ele usou seu direito de remidor e a resgatou da pobreza que ela vivia juntamente com sua sogra Noemi e da linhagem deles provem o rei Davi, e foi nesta, mesma linhagem que nasceu Jesus, portanto olha como Deus planeja tudo em todos os tempos, um justo que usou do seu direito de remissão para uma viúva necessitada, esta entre os ancestrais de uma linhagem real, linhagem esta que faz parte do plano da salvação de Deus.
Depois ainda tem pessoas que acreditam em coincidências, eu acredito em provisão de Deus em todos os momentos e como ele sabe de tudo e nós não sabemos nada apesar de muitos de nós se acharem no mesmo patamar que Deus, mas isso é assunto para outro dia.
Aqueles que cumprem suas leis sempre gozam do direito de usufruir o melhor daquilo que ele tem para nós, nos caso de Rute ela foi tirada da miséria, da fome, da vergonha de ter de mendigar o pão, ele deu dignidade para ela.
Se estudarmos a fundo a palavra de Deus vamos perceber que o homem depois do pecado se tornou esta criatura doida para vencer sempre mesmo que para isso muitos percam, não só a dignidade, mas também em muitas situações a vida também, veja os motivos que causam tantas guerras, na maioria das vezes sem nenhuma explicação plausível, por isso Deus deu leis completas para todas as situações.
Esta é sua origem a lei de Deus, e como nos diz Mt 5:17 Jesus não veio abolir a lei ele veio para que ela fosse cumprida, nele a redenção tomou outra dimensão que é o que veremos em nossa próxima etapa.

Redenção em Jesus.

Como comentamos estes dias enquanto falávamos do tabernáculo tudo no antigo testamento é sombra de Jesus, e aqui não é diferente.
Ele morreu na cruz para nos resgatar para nos redimir, nos resgatar.
Ele usou o direito de redentor sobre nós mesmo sem nos conhecer, mesmo sem saber se seriamos merecedores e por sinal não o somos.
Quando temos nossa experiência com ele pela primeira vez e declaramos, eu quero que ele seja o meu único e suficiente Senhor e salvador de minha vida, estamos apenas deixando que ele faça sua obra em nossas vidas, porque muito antes de nós o aceitarmos ele já havia nos escolhido ele já havia derramado seu sangue por nós.
Redenção é isso meus amados, é sermos resgatados por ele, ele não precisa que nós o aceitemos, nós é que precisamos ser salvos por ele, e repito novamente como já o fiz em muitas vezes não espere encontrar outro caminho porque simplesmente não há, ele é o único caminho a porta estreita que precisamos passar para chegar à salvação.
O Apostolo Paulo escrevendo aos corintios usa um termo ainda mais contundente, ele diz que fomos comprados por ele, ali na cruz, que ele derramou sangue para comprar nossos pecados, um justo por muitos injustos.
E é isso mesmo que acontece com aqueles que possuem um coração limpo entregue ao Senhor, a pessoa sabe que agora já não pode mais caminhar por suas próprias decisões, ela precisa caminhar dirigida pelo senhor.
Sua redenção em nossas vidas é que nos concede o privilegio de sermos justificados em todas as situações.
E também nos faz acreditar que seremos alvo de uma redenção final na qual iremos morar na morada que ele preparou para nós. A redenção final.
Se levarmos em consideração que a redenção é o preço pago para um resgate, podemos exemplificar assim: como acontece nos sequestros onde o sequestrador pede algo em troca do refém para só ai devolvê-lo ao convívio do seu lar, assim também podemos nos assemelhar quando estávamos no mundo, não conhecíamos Jesus, vivíamos uma vida sem sentido e sem esperanças de salvação, naquele momento éramos como o refém de um sequestro, pois vivíamos sequestrados pelo pecado que nos impedia de sermos felizes, que nos mantinha sobre o seu domínio constante, éramos seus escravos.
Quem esta no pecado nada mais é do que é escravo de Satanás fazendo seus caprichos e vontades mesmo sem saber vive beneficiando seu império de destruição.
Quando encontramos Jesus e tomamos parte no que ele tem para nós, ele nos resgata, nos liberta desta situação e partir dali somos pessoas novas em Cristo.

Conclusão.

Espero que esta pequena explanação tenha servido para ajudar pessoas a se libertarem das amarras de Satanás em suas vidas, que esta palavra chamada redenção não seja apenas mais uma palavra em sua vida, mas que represente a chance de uma nova vida com ele, salvo e liberto do pecado.
Lembre-se salvo do pecado não quer dizer livre das tentações, assim como os torcedores do Corinthians não admitem perder para o São Paulo, e quando isso acontece sempre vai haver reclamações dizendo que o atacante estava impedido, que aquela expulsão foi injusta, etc, com certeza nenhum deles ira se conformar com a perda.
Usei este exemplo simples de nosso cotidiano para demonstrar algo que é muito mais serio, porque quando satanás perceber que já não tem mais domínio sobre sua vida ele vai fazer de tudo para tentar te derrubar e te ganhar de volta.
Saiba que ele vai bradando ao derredor como nos diz a palavra, mas se você estiver firmado na palavra tomando posse do que a redenção de Jesus te concede não há o que temer, mas se a pessoas estiver longe de sua palavra ai vivera sofrendo sempre com as perseguições do inmigo.
Pode observar a maioria das pessoas que abandonam a igreja onde congregam dizendo que é porque não gosta do pastor ou da liderança da igreja acabam no mundo novamente, abandonados, sozinhos suscetíveis às armadilhas de satanás.
Sabe por que ele faz isso? Porque ele sabe que se você estiver firmado na palavra de Deus, a redenção de Jesus estará agindo em sua vida e ele não poderá te tocar em situação alguma, por mais que ele deseje, vai ficar apenas na vontade.
Pense nisso, quem ganha quando um irmão deixa a igreja, veja se na maioria das vezes não é satanás?
Reflita ai com você, mas continue firmado nas promessas do Senhor.
Ate breve fiquem na PAZ DO SENHOR.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...