terça-feira, 27 de setembro de 2011

O pai da fé parte I




Um pilar para a obra de Deus.

É com grande alegria que hoje daremos inicio a história de mais um servo de Deus, depois de falarmos de Davi hoje falaremos do principal pilar do ANTIGO TESTAMENTO, ele que hoje é reconhecido como o pai da fé, vamos aprender com seus erros, acertos, fidelidade a Deus, obediência a sua palavra e principalmente com suas experiências com o Senhor.

O contexto inicial.

Nossa narrativa de hoje se inicia no capitulo em Gn:12, na qual já se inicia com Deus fazendo o chamado para Abrão, dizendo a ele que era necessário deixar sua parentela para segui-lo e ser obediente aos seus propósitos.
Abrão era da linhagem de Sem filho Noé, ele era filho de Terá e tinha um irmão que se chamava Naor que tinha por mulher Milca e um outro irmão chamado Harã ao qual era o pai de Ló que a época do chamado de Abrão já era falecido, por isso Ló morava com seu avo Terá e seus tios Abrão e Naor, por mais que isso não possa parecer importante é bom sabermos por que durante a vida de Abrão e seus descendentes estes nomes sempre aparecerão em vários momentos.
Ambos a época do chamado moravam todos juntos.

Quem era esse escolhido?

Portanto como já pudemos perceber Abrão neste tempo já era um homem, e como era o primogênito também era o responsável pela família, provavelmente era ele quem cuidava daquilo que seu pai havia deixado para seus herdeiros.
Dito isso agora é possível imaginarmos a dificuldade para Abrão tomar a decisão de pegar o que era seu e abandonar toda sua parentela e note que Deus não usou meios termos com ele, Deus disse toda, quando usamos a palavra toda significa que não era para levar ninguém consigo, era para ir somente com sua esposa e seus pertences, para viver de acordo com o que Deus lhe estava preparando.
E como o texto nos mostra ele não se demorou quando ouviu a palavra de Deus, logo começou juntar suas coisas e partiu.
Aqui fica uma grande lição para nossas vidas, quantas vezes ouvimos Deus falar conosco e ficamos hesitantes em atender ao chamado, por isso na maioria das vezes acabamos perdendo a benção por não tomar uma decisão nunca.
Mas quando for atender ao chamado de Deus precisamos estar atentos aos detalhes, pois se não fizermos exatamente como ele nos mostrou poderemos ter consequências desastrosas e seremos obrigados a sempre nos preocupar com elas.
Talvez você esteja se perguntando o porquê de eu estar dizendo isso, e o motivo é o seguinte (Gênesis 12:4) - Assim partiu Abrão como o SENHOR lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã.(AA)
Note o que esta escrito nas partes iniciais do verso acima, ele partiu assim como Deus tinha lhe dito, mas levou Ló com ele, na hora da despedida o coração falou mais alto que a obediência à palavra de Deus, aqui vemos um homem normal, com traços perfeitamente humanos na hora de partir e deixar tudo para trás o sentimento de amor pelo sobrinho, filho do irmão falecido falou mais alto e como veremos mais a frente isso cobrou um preço de Abrão.
Ele tinha setenta e cinco anos quando recebeu a promessa do Senhor.
Aprenda uma coisa com essa situação, toda vez que decidimos adaptar os projetos de Deus para nossas vidas ao invés de seguirmos o projeto dele precisaremos pagar algum preço por isso, e nem sempre esse preço será pequeno, continue lendo e descobrirá por que.

Quais as consequências destas atitudes?

Conforme formos lendo o mesmo capitulo 12 iremos percebendo que ele vai caminhando com tudo o que é seu, ele começa a ter suas experiências com o Senhor e aprende a ouvir aquilo que o Senhor quer lhe ensinar.
Mas quando ele se instala começa um período de fome na terra, então ele decide fugir para o Egito, fica lá por um tempo e ai quando ele volta o erro começa a cobrar seu preço.
Como bem sabemos aquela região onde os relatos bíblicos aconteceram é um local montanhoso em alguns pontos, em outros desertos e em outros planícies, onde as pastagens permaneciam verdinhas por mais tempo, por consequência um local muito mais adequado para rebanhos que as partes mais áridas.
Estou dizendo isso porque quando Abrão retorna do Egito com seu sobrinho Ló juntamente com ele, começam os problemas e dissensões pois como tanto Abrão como Ló tinham muito rebanho e naquele tempo não haviam cercas os pastores pegavam seus rebanhos e saiam a procurar comida e água para eles, às vezes se distanciando do acampamento e durante estas buscas por pastagens muitas vezes acabavam em brigas entre os pastores de ló e de Abrão.
Quando essa noticia chega a Abrão acredito que ele agora percebe o porquê do Senhor haver dito para ele ir sozinho, mas existem algumas situações na vida que já não são possíveis de voltar atrás, é preciso tomar uma atitude e seguir em frente.
Então Abrão toma uma atitude e diz para Ló olha para onde você quiser e escolha um local para levar seu rebanho e eu irei para o outro lado, e então adivinha o que acontece? Ló é claro olha aquela campina verdinha pros lados de Sodoma e Gomorra e decide irei para lá e para Abrão restou o deserto, e assim foi feito.
Como disse anteriormente tentativa de moldar a palavra de Deus ao nosso modelo resulta nisso. Problemas para se resolver e tristeza.
Bom mas se você pensa que os problemas e preocupações de Abrão com Ló acabaram ali você esta enganado.
Ele foi morar em Sodoma e como a bíblia nos relata Sodoma era um local de gente má e adivinha o que houve? Os reis dali da região iniciaram uma guerra Sodoma foi conquistada e Ló com sua família e tudo o que era seu foi levado como despojo de guerra.
Quando Abrão fica sabendo reúne 318 nascidos em sua casa, isso quer dizer pessoas totalmente leais a ele e vai em busca de resgatar seu sobrinho, note que ele não recorreu a exercito estrangeiro nenhum, porque ele tinha certeza que quem estava com ele era Deus.
Foi e trouxe ló e tudo que era seu de volta, com seus pastores de gado contra exércitos treinados e ele venceu, um sinal claro da mão de Deus em sua vida.
Quando ele voltou, ele deu o dizimo de tudo a um sacerdote chamado Melquisedeque (falaremos sobre este personagem em outra oportunidade).
Quando o rei de Sodoma tentou lhe dar presentes ele recusou, aprenda outra lição aqui, não há nada que o mundo possua por mais valioso que seja que possa substituir a unção de Deus em nossas vidas. Ele não precisava da riqueza impura daquele povo, ele já tinha as promessas de Deus sobre a sua vida.
Continua....
Paz do Senhor e ate breve.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...