sexta-feira, 14 de outubro de 2011

"Eu também sou filho de Deus", será?



Será mesmo que todos nós somos filhos de Deus?

Essa talvez seja uma das expressões que mais ouvimos em nossas vidas, tanto que nem sabemos contar quantas vezes já a ouvimos, mas será que será que a bíblia nosso manual de fé e conduta da mesmo amparo para uma afirmação destas, podemos realmente dizer que todas as pessoas realmente são filhas de Deus? É o que estudaremos hoje como sempre fazemos, à luz da bíblia, sei que podemos contrariar alguns e muitos podem ate não concordar conosco, mas lembre-se uma verdade não deixa de ser verdade por nós acreditarmos ou não nela, principalmente quando se refere a Deus.
Não podemos pensar que temos o direito de discordar dele, pois não concordando com a palavra de Deus estamos sim discordando dele e isso em nada nos ajudara a chegarmos à salvação, apenas nos manterá ainda mais longe dele do que já estivemos.
Vamos aos argumentos para nos mostrar tais verdades contidas em nossas bíblias.

Filhos naturais ou por adoção?

Dizer uma coisa dessas pode ate parecer uma loucura, mas analise comigo o texto abaixo. (João 1:11) - Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
(João 1:12) - Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
(João 1:13) - Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. (AA)
Esta passagem do evangelho de João é muito reveladora, pois ele não usa de parábolas, fala diretamente sobre esta verdade de Deus para nossas vidas.
O verso 11 esta dizendo que ele veio para os judeus, mas que estes não o receberam, e ainda o entregaram para os romanos para que ele fosse crucificado como se fosse um malfeitor, alias ele foi crucificado entre dois deles, já ouvi muita gente falando mal dos judeus por isso, sabemos que guerras já houveram por causa deste entendimento das escrituras, queriam exterminar os judeus por eles terem crucificado o filho de Deus, mas devemos ter cuidado com um pensamento desses.
Ao invés de criticá-los devíamos era agradecê-los, pois de acordo com o que nos mostra o verso que citei só tivemos o direito de sermos incluídos no plano da salvação de Deus por causa da rejeição deles.
Os versos doze e treze nos trazem uma revelação muito aterradora para muitos que brincam com a palavra de Deus, eles nos mostram claramente que nós os chamados gentios não nascemos filhos de Deus, é isso mesmo,quando eu e você nascemos não éramos filhos de Deus, parece loucura? Leia o que diz o texto e veja se estou errado.
Nós não somos filhos de Deus por nascimento, não somos filhos de Deus porque um dia alguém através de algum ritual humano disse que já o éramos, se lhe ensinaram assim, olhe atentamente o que a bíblia ensina.
Adoção pode parecer um termo forte, mas na realidade não existe um termo que defina melhor nossa situação, somos filhos de Deus porque um dia ouvimos alguém falando de Jesus, naquele momento erguemos nossa mão e dissemos; eu quero fazer parte dessa benção, não quero ficar de fora da obra de Jesus, eu quero ele para ser o meu único e suficiente salvador de minha vida.
Naquele momento demos o primeiro passo para nossa salvação, pois aquele gesto é um gesto exterior, e o reino de Deus é espiritual, nunca podemos pensar em fazer a obra do Senhor olhando apenas o com olhos humanos, precisamos olhar nossa salvação com os olhos espirituais de nossa fé.
Portanto temos direito de sermos feitos filhos de Deus por receber o Senhor Jesus em nossas vidas e não recebemos isso por causa do nosso esforço, bondade ou merecimento, recebemos isso pela vontade Deus.
Como ele sabia que aquele povo era um povo de dura cerviz como ele mesmo disse varias vezes no antigo testamento ele já sabia o que eles fariam com Jesus quando ele o enviou, disso podemos concluir que ele sempre quis nos salvar.
Vemos aqui também um principio jurídico ainda em uso que é o de a lei nunca retroceder para prejudicar o condenado, ela só retrocede para beneficiá-lo, foi exatamente o que Deus fez conosco, porque se havíamos morrido com Adão ganhamos o direito à salvação em Jesus.
Mantenhamos nossa atenção em que somos feitos filhos de Deus por crer no nome de Jesus e de nenhuma outra forma.

Quais os alertas para aqueles declaram o amar?

Mas existem alguns alertas vejamos.
Como eu disse anteriormente dizer que o aceitávamos foi o primeiro passo, ele espera mais de nós.
(João 14:21) - Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (AA)
Como pudemos perceber no versículo acima não basta fazermos declarações vazias, não basta ter apenas uma casca exterior, precisa haver conteúdo no que declaramos.
Ele esta dizendo assim, olha se vocês realmente me amam vocês apresentarão um padrão, se dizem me amar, mas não tomam certas atitudes de amor o que vocês declaram são apenas palavras vazias.
Eis um grande perigo para nossas vidas cristãs, quanta gente por ai pensando que basta dizer que aceita Jesus, que o ama e não praticar isso, isso realmente não é amor.
Precisamos dar ouvidos ao que ele mesmo nos ensina sobre o assunto, só o ama verdadeiramente aquele guarda os seus mandamentos, seus ensinos.
E por guardar os mandamentos e ensinos que ele nos deixou agradamos ao Pai, preste atenção ser amado por Deus é o que você deseja em sua vida? Ouça o que o próprio Jesus ensina, viva os ensinos que ele nos deixou e você ganhara o amor Deus.
E tem mais, não somente o amor de Deus, mas o de Jesus também e a declaração final do versículo é igualmente maravilhosa, porque ela declara que se cumprirmos isso em nossas vidas Jesus se manifestará em nossas vidas nos abençoando e sendo conosco todos os instante de nossas vidas.
Se eu tivesse em um púlpito agora iria dizer assim erga mão aquele que deseja ter Jesus ao seu lado em todas as situações se manifestando e sendo contigo a cada instante.
Tenho certeza que todos prontamente ergueriam as suas mãos, mas isso seria penas um gesto exterior e lembre-se para ele vale principalmente o que se passa no seu interior.

Conclusão

Mais uma vez terminamos nosso estudo assim como acabamos o tema sobre “a voz do povo é a voz de Deus, o que tem de verdade nisso”, ou seja, terminamos provando pela bíblia que mais este ditado popular não passa de pura especulação sem nenhum embasamento bíblico.
Penso que ficou muito claro que não nascemos filhos de Deus, somos feitos filhos de Deus por crer no nome de Jesus, e guardar os seus mandamentos, ate porque não da para se dizer que se ama alguém e viver falando mal dele, pode observar quando se conversa com uma pessoa apaixonada ela não perde uma única chance de falar o nome do seu amado, assim devemos ser nós com o nome de Jesus, ele deve estar em nossas bocas em todos os momentos de nossas vidas.
Não deixe que lhe ensinem doutrinas humanas heréticas, meu conselho a todos nós que declaramos amar o Senhor Jesus e sermos bereanos.
Enquanto você for um bereano nunca ninguém ira lhe enredar por caminhos estranhos ao Senhor.
Vou terminando por aqui lhe dizendo que não é necessário ficar assustado por descobrir que aquele que ainda não aceitou Jesus ainda permanece criatura de Deus, isso não é motivo de tristeza, porque ainda há tempo, você pode aceita-lo ainda hoje, com certeza próximo da sua casa deve haver uma igreja evangélica cheia de filhos de Deus que terão maior prazer em recebê-lo para lhe ajudar a ser mais um filho de Deus feliz e salvo.
Portanto corra ainda é tempo.
Até breve, fiquem na PAZ DO SENHOR.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...