domingo, 18 de março de 2012

O que é mesmo prosperidade?


Qual seu verdadeiro significado?

Sem sombra de duvidas não há hoje um tema mais em voga nas igrejas que “prosperidade”, é algo que esta tomando uma proporção monstruosa no meio evangélico, tanto que alguns estão transformando isso em regra de fé.
Quem acompanha meu blog deve ter notado que tenho escrito menos nos últimos tempos, mas hoje vamos aproveitar esta pequena chance que temos para falar sobre este tema que alias é o mesmo que estamos estudando em nossa escola bíblica dominical e tem rendido muitos frutos em nosso meio.
Falar abertamente sobre este assunto e dar a oportunidade das pessoas darem suas opiniões para serem debatidas em grupo é muito importante e não existe local mais apropriado para isso que a escola bíblica, pois quando se fala sobre isso no púlpito as pessoas podem concordar ou não, mas não expressarão suas opiniões apenas ouvirão o que foi falado e com certeza depois de um breve tempo nem se lembrem do conteúdo mais.
Quando fazemos isso em um local onde a pessoas pode erguer a mão e perguntar quando a sua duvida surgir acaba sendo muito produtivo pelo aspecto que a pessoa vai embora sem duvidas.
Não podemos negligenciar o ensino sobre esta tal de “teologia da prosperidade”, ela tem causado muitos estragos no meio do povo de Deus, isso acontece porque ela parece inofensiva em um primeiro momento, mas logo em seguida começa a mostrar todo o seu lado pernicioso, infelizmente muitos se perdem ao longo do caminho por causa disto.

É errado ter dinheiro, ser rico?

Claro que não é errado ter dinheiro poder dar uma vida confortável para a família (aqui é bom salientar que conforto não quer dizer felicidade), o que não pode acontecer é atropelar a bíblia para poder se fazer isso, não entendeu? Tudo se resume a um versículo que é o seguinte;
(Mateus 6:33) - Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Este é um versículo central sempre quando formos debater prosperidade, pois isso é uma regra de fé, infelizmente temos visto situações bem diferentes destas onde as pessoas para provarem suas teorias, escondem partes importantes das escrituras, pois como usar as mesmas se elas comprometem aquilo que elas ensinam.
Como é triste ligarmos a TV em programas ditos evangélicos e os verem praticando um ensinamento que foge e muito da bíblia e que prega que o termômetro para medir meu nível de comprometimento com Deus são os bens que possuo.
Deus é dono de todo ouro e toda prata e pode conceder riqueza a qualquer um, mas isso não quer dizer que todos serão ricos, pois se assim não fosse a bíblia estaria errada ao afirmar;
(João 12:8) -  Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.  
Não podemos ver ensinos assim e ficar calados diante de pessoas sendo massacradas psicológica e espiritualmente, onde os pregadores se tornam apenas oradores eloquentes, treinados para ir fundo na psique dos ouvintes e o que é pior os fazer acreditarem que aquilo realmente é um ensino bíblico, não preciso citar nomes de denominações, basta observarmos um pouco que notaremos onde acontecem coisas deste tipo.
Precisamos ensinar as pessoas que;

Riqueza e fidelidade a Deus não tem vinculo- Eu dizendo uma coisa destas com certeza nunca serei convidado a pregar a palavra de Deus em muitas igrejas por ai,mas não tem problema a verdade não deixa de ser verdade somente porque algumas pessoas não concordam com ela.
Não fiquem assustados não, amados leitores, antes que pensem que fiquei louco olhem ao vosso redor e me respondam quantas pessoas ricas vocês conhecem que ainda não aceitaram Jesus como Senhor de suas vidas, pois é, devem ser muitos. Deus pode abençoar alguém e o tornar rico, mas lembrem-se isso nunca será uma regra, são experiências individuais com Deus, portanto não temos condições de discutir com Deus e tentar confrontá-lo querendo saber o porquê de um receber e o outro não.

O reino de Deus não se trata de causa e efeito-  tenho visto muito ser pregado que se eu fizer uma oferta vultosa receberei cem vezes mais daquilo que ofertei, apesar de inicialmente parecer bíblica por estar baseado em um versículo bíblico, ela o faz fora de contexto, pois torna promessas condicionais em algo absoluto, pois quando ouvimos certos pregadores temos a impressão que o reino de Deus funciona igual a um banco onde você deposita e recebe com juros gigantescos, olha realmente tem que ser bastante criativo para ensinar coisas deste tipo, mas infelizmente muitos garantem isso, outros tantos acreditam e quando descobrem que não é exatamente assim se desviam e abandonam a igreja e voltam para o mundo ainda piores do que chegaram pois agora imaginam que nem Deus gosta deles, olha o tamanho do estrago que um ensino herético destes causa nas pessoas.
Quando isso ocorre como reverter? Já tentou? A pessoa depois de passar por uma situação destas fica tão desiludida que dificilmente alguém conseguira levá-la a uma igreja novamente.
Devemos ofertar sim, devemos ser dizimistas sim, mas por amor a Deus e por sinal de fidelidade e não com sentimentos interesseiros que visam apenas riqueza material, esta vida que vivemos aqui comparada com a eternidade é praticamente nada, pois o que são alguns poucos anos em vista da eternidade. Poucos para analisar e pensar sobre isso, a grande maioria quer mesmo é entrar na onda e ver o que acontece.
Queridos guardem em seus corações este versículo;
(Romanos 14:17) -  Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.
Não se deixe levar por ensinos não bíblicos, não cometa este erro.

Prosperidade não é apenas ter muito dinheiro- Ensinarmos que prosperidade se resume a ter dinheiro, carro do ano, uma casa gigantesca, uma grande empresa ou fazenda são exemplos muito simplistas e o nosso Deus não tem nada de simplista, basta observar tudo o que ele criou para constatar isso, hoje ouvimos por todos os lados que a tecnologia esta muito avançada, mas ainda ela não conseguiram explicar com clareza como funciona o cérebro humano.
O que eu quero dizer com isso é que temos visto homens de Deus usando das chances que Deus lhe concedeu para falar de sua palavra a todos os necessitados, para ensinar coisas terrenas, carnais, humanas e passageiras e deixam de lado a verdadeira palavra de Deus.
Como podemos ensinar que a prosperidade que Deus tem para nós é financeira negligenciando o fato que:
- muitas pessoas tem muito dinheiro, mas nenhuma paz dentro de seus lares.
- muitas pessoas amam mais as coisas que as pessoas, onde um cachorro de madame é mais importante que um mendigo caído na rua, a pessoa vê um cachorro de madame e diz que lindo da vontade de levar para casa e esta mesma pessoa encontra um mendigo e corta volta dele e diz credo que nojo. Não preciso nem comentar uma situação destas para demonstrar o que estou falando. Antes que as tais sociedades protetoras de animais reclamem quero dizer que não tenho nada contra os animais, apenas acho que eles não são mais importantes que as pessoas.
Se iniciasse aqui agora uma campanha para alguém adotar um cachorro e tirá-lo da rua com certeza iriam aparecer muitos candidatos, mas será que a situação seria a mesma se fosse para cuidar de um ser humano necessitado, não estou criticando ninguém apenas é um fato para refletirmos.

Portanto como podem dizer que há prosperidade somente pelo de haver dinheiro, prosperidade é muito mais que isso, é ter uma família que possa ser chamada de família em sua essência e não apenas consanguineamente, é conseguir olhar para o irmão menos favorecido e enxergá-lo como uma pessoa e não apenas como parte de uma estatística.
Para definir prosperidade poderíamos dizer que ela é um conjunto de fatores e não apenas o dinheiro, medite sobre isso e compare com o que tem sido ensinado em muitos dos programas autodenominados evangélicos, depois compare tudo com a bíblia e descubra o quê está certo e o que esta errado.
Irmãos precisamos ter em mente aquilo que esta escrito em; (Lucas 12:48) -  Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá.
É isso mesmo, esta é responsabilidade que todo ministro da palavra tem para com aquilo que ele ensina, se ensinamos algo contrario a bíblia e por isso a pessoa perde a salvação no dia final seremos responsabilizados por tal ato e quanto mais pessoas nos ouvindo, mais responsabilidade temos.
Ser prospero é muito bom e ninguém discorda, mas o preço de disto não pode ser nossa salvação, de que adianta perdermos a salvação correndo atrás de uma falsa prosperidade, digo falsa porque nenhuma prosperidade quê seja verdadeira nos afasta de Deus para podermos possuí-la, Deus nunca nos concederia algo que nos afasta dele, tolo é todo aquele que imagina que tal coisa exista, basta raciocinar, como diz um amigo meu, tem gente que vende terreno na lua e têm outros que se acham ainda mais espertos e compram.
Vou ficando por aqui para não me estender muito, pois teria ainda muito para falar sobre o assunto, mas deixa para uma próxima vez.
Por hoje fico por aqui, fiquem na PAZ DO SENHOR JESUS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...