quarta-feira, 21 de março de 2012

Como é difícil ser crente em países islâmicos.



Tenho acompanhado pela internet já há um bom tempo todo o drama do Pastor iraniano Yosef nadarkhani que esta preso no Irã com uma sentença de morte contra ele, o motivo ter abandonado o Islã e ter se tornado um pregador cristão.
Para nossa cultura ocidental parece algo bem absurdo alguém ser condenado à sentença de morte somente pelo motivo de pregar o evangelho.
Às vezes fico ate envergonhado de acharmos difícil porque as coisas não caminham exatamente como tínhamos planejado e por isso ficamos tristes, um pouco desiludidos pensando em desistir, ai então surgem situações assim e nos servem de encorajamento.
Pois aqui somos livres para escrever e falar sobre o amor de Jesus sem ninguém tentar nos cercear por isso, ate temos alguns que desperdiçam seu tempo nos perseguindo, mas sabemos que fazem isso apenas por inveja ou simplesmente falta do que fazer.
Temos todas as possibilidades e condições de pregar a palavra e não podemos ficar arrumando desculpas para não fazê-lo, queria ver se estivéssemos no lugar dele ai sim poderíamos dizer que era difícil, mas nossa realidade é muito diferente, tanto que alguns nem conseguem mensurar o tamanho desta distância e agem como se esse fato fosse algo isolado e sem importância.
Pelo que tenho observado os cristãos ainda tem sofrido perseguições em muitas partes do mundo, basta pesquisarmos para notarmos o que esta acontecendo, não podemos ser pessoas acomodadas somente pelo fato de que conosco esta tudo bem.
Estes dias li uma reportagem que junto tinha algumas fotos de cristãos que foram queimados vivos na África somente pelo fato de serem cristãos e servirem a Jesus.
Infelizmente a palavra de Deus ainda incomoda muitas pessoas, pois aonde ela chega ela coloca as claras toda a verdade e aqueles que durante muito tempo andaram em total escuridão e não viam por onde andavam começam a enxergar e isso incomoda os que antes tinham alguma vantagem sobre isso.


No Brasil temos problemas?

Aqui no Brasil a tentativa de aprovar leis que obrigavam a bíblia ser pregada apenas em partes, criminalizando outras ainda não conseguiu seguir adiante, mas podemos dizer que foi por pouco, não podemos nos descuidar, não devemos ser pessoas alienadas achando que tanto faz, dizendo que não é da nossa conta o que os governantes fazem, se mantivermos um pensamento assim corremos o risco de uma destas leis passaram o governo federal sancionar e ai pronto, seremos obrigados a abolir algumas partes de nossas bíblias se não desejarmos ser processados e presos.
Antes que alguém pense que isso não tem nada a ver com o pastor iraniano este totalmente enganado, pois se continuarmos agindo desta forma vivendo alienados do mundo logo, logo teremos problemas, veja as listas de projetos de leis no congresso nacional e ira entender o que quero dizer.
Não podemos ser inocentes imaginando que só porque hoje temos visto muitos programas evangélicos na televisão não existe preconceito de discriminação, olhe ao seu redor e compreendera o que quero dizer.
Para ilustrar vou contar sobre algo que li esta semana (04 a 10/03/2012) no jornal diário da região (são jose do rio preto) na parte de comentários de leitores.
Foi algo que me deixou bem preocupado, da forma como foi expressa a opinião da pessoa.
O comentário era sobre a nomeação do senador Marcelo Crivela para ministro da pesca, a pessoa que não citarei nome dizia que onde já se viu colocar este homem como ministro, pois como todos sabemos ele é ligado a Edir Macedo, segundo o leitor do jornal isso é um absurdo, pois corremos o risco de virar uma Irlanda.
Passou despercebido, pois não vi ninguém comentar o tal fato, ora comparar com Irlanda é algo bem preocupante, pois sabemos que o problema de lá é o conflito entre “protestantes” como eles chamam e católicos.
Acho muito preocupante não o fato de a pessoa expressar uma ideia destas, mas sim, o fato de isto ser veiculado pelo jornal em questão, creio que por se tratar de uma mídia impressa deve haver todo um processo de redação e edição e editoração e isso ter passado assim, denota ou descuido ou concordância o que no caso seria um tremendo de um preconceito.

Apenas relatei isso para meditarmos se realmente não é da nossa conta à perseguição dos servos de Deus ao redor do mundo.
Parem e pensem.
Não necessitamos de sair por ai com uma espada na mão lutando fisicamente, nossa arma é oração, por isso eu te convido a orarmos por todos.
Nunca devemos imaginar que somente porque não envolve nossa pessoa diretamente não é conosco, ninguém é uma ilha isolada todos moramos no mesmo planeta e hoje com essa comunicação eletrônica tão fácil e acessível qualquer coisa desta magnitude logo ganha o mundo.
Hoje fico por aqui deixando este texto que não tem objetivo de ser preconceituosos em nada apenas um alerta para os cristãos.
Fiquem na PAZ DO SENHOR.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...